CCN UnB
CCN
Centro de Convivência Negra
Visita dos Estudantes Africanos na Embaixada da Argélia
Cotistas no julgamento das cotas no Supremo Tribunal Federal
Grupo do Programa Afroatitude da UnB

Eventos

 

VÍDEOS

Neste espaço serão postados vídeos que tematizam a questão racial, a fim provocar a reflexão sobre o tema por outros meios. (Os vídeos são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores, não do Centro de Convivência Negra).


 


 
Evento: VII Congresso Brasileiro de Pesquisadores(as) Negros(as) (COPENE 2012)
Local: será sediado na cidade de Florianópolis - SC
Tema: “Os Desafios da Luta Antirracista no século XXI”
Homenageados: Vicente Francisco do Espírito Santo (in memoriam) e os professores Abdias do Nascimento (in memoriam), Lélia Gonzalez (in memoriam) e Kabengele Munanga
Quando: 16 a 20 de julho de 2012
 
A Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN - constitui um dos órgãos fundamentais da rede de instituições que atuam na sociedade brasileira no combate ao racismo, preconceito e discriminação racial, com vistas à formulação, implementação, monitoramento e avaliação das políticas públicas para uma sociedade justa e equânime. A instituição congrega pesquisadores(as) negros(as) interessados em pesquisas acadêmicas em temas pertinentes à construção e ampliação do conhecimento humano e outros pesquisadores comprometidos com temas de interesse das populações negras no Brasil, África e Diáspora.
 
Nossa finalidade é o fortalecimento profissional dos nossos pesquisadores – homens e mulheres -, e a institucionalização dessa temática, considerando que o campo acadêmico dos estudos de relações raciais tem encontrado dificuldades para se afirmar no âmbito das Ciências Sociais e Humanas, dado o cerceamento de iniciativas e oportunidades aos e às que são vistos(as) como negro-negra que se dedicam à temática racial.
 
A ABPN tem a MISSÃO de: “congregar e fortalecer pesquisadores(as) negros(as) e outros(as) que trabalham com a perspectiva de superação do racismo, e com temas de interesse direto das populações negras no Brasil, na África e na Diáspora, defendendo e zelando pela manutenção da Pesquisa com financiamento público e dos Institutos de pesquisa em geral, propondo medidas para o fortalecimento institucional da temática das relações raciais”.
 
Após a constatação de que o racismo na Universidade se manifesta de forma insidiosa, muitas vezes fugidia, mas com resultados bem concretos: a perda de possibilidade de crescimento e desenvolvimento pessoal e coletivo, foi organizado o I Congresso de Pesquisadores Negros, em 2000. Ele foi coordenado por Lídia Cunha e Henrique Cunha Júnior, nas dependências da Universidade Federal de Pernambuco, quando foi criada a ABPN, que se tornou a principal organizadora do evento, juntamente com algum Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) ou um grupo correlato da região que o sedia. Em 2002, o II COPENE foi organizado pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal de São Carlos. Já o III foi realizado em 2004 pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal do Maranhão, em São Luiz. Em 2006, a atividade foi organizado pelo CEPAIA e pela Pró-Reitoria de Pesquisa Pós-Graduação da Universidade do Estado da Bahia em Salvador. Sendo que o V COPENE ocorreu em Goiânia nas dependências da Universidade Federal de Goiás, em 2008. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em seu Campus Maracanã, organizou o último COPENE, em 2010.

O I Congresso de Pesquisadores Negros aconteceu no ano de 2000. Ele foi coordenado por Lídia Cunha e Henrique Cunha Júnior, nas dependências da Universidade Federal de Pernambuco, quando foi criada a ABPN, que se tornou a principal organizadora do evento, juntamente com algum Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) ou um grupo correlato da região que o sedia. Em 2002, o II COPENE foi organizado pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal de São Carlos. Já o III foi realizado em 2004 pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal do Maranhão, em São Luiz. Em 2006, a atividade foi organizado pelo CEPAIA e pela Pró-Reitoria de Pesquisa Pós-Graduação da Universidade do Estado da Bahia em Salvador. Sendo que o V COPENE ocorreu em Goiânia nas dependências da Universidade Federal de Goiás, em 2008. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em seu Campus Maracanã, organizou o último COPENE, em 2010.
 
O COPENE tem como principal intenção apresentar e discutir os processos de produção e difusão de conhecimentos intrinsecamente ligados às lutas históricas empreendidas pelas populações negras nas Diásporas Africanas, emanadas nos espaços de religiosidades, nos quilombos, nos movimentos negros organizados, na imprensa, nas artes e na literatura, nas escolas e universidades, nas organizações não-governamentais, nas empresas e nas diversas esferas estatais, que resistem, reivindicam e propõem alternativas políticas e sociais que atendam às necessidades das populações negras, visando a constituição material dos direitos. Deste modo, serão apresentados concomitantemente os seguintes seminários:
II Seminário Internacional de Pesquisadores/as Negros/as;
I Seminário de Iniciação Científica da ABPN;
I Encontro Nacional de Pesquisadoras e Pesquisadores em Saúde da População Negra.
 
 
 

Seminário Educação e Relações Étnico-Raciais


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO
Seminário Educação e Relações Étnico-Raciais Data: 25 de maio de 2012, sexta-feira Horário: de 9h às 18 h LOCAL: Auditório Anísio Teixeira SGAS, Av. L2 Sul, Quadra 607, lote 50, Térreo – Brasília – DF Entrada Franca
Data/Horário 25/05/2012
09h – 09h30 Mesa de Abertura Presidente do CNE Presidente da Câmara de Educação Básica do CNE MEC, SEPPIR, Fund. Cultural Palmares Coordenação do seminário: Conselheira Nilma Lino Gomes - CEB/CNE
9h 30 -10h30 Painel I Direito Educacional, Diversidade e Igualdade Racial Prof. Dr. Hédio Silva Junior (Universidade Zumbi dos Palmares/ CEERT) Coordenação: Conselheira Nilma Lino Gomes - CEB/CNE
10h30 – 11h Coffee Break
11h – 12h30 Painel II Relações Étnico-Raciais, história e cultura africana e afro-brasileira na Educação Básica: dimensões políticas, pedagógicas e literárias Prof. Dr. Valter Roberto Silvério (UFSCAR) Profa. Dra. Heloisa Pires Lima (antropóloga e autora de obras infanto-juvenis) Coordenação: Conselheira Rita Gomes do Nascimento - CEB/CNE
12h30 – 14h Almoço
14h – 15h30 Painel III Educação, relações étnico-raciais e educação quilombola: desafios e perspectivas para a Educação Básica Prof. Dr. Rodrigo Ednilson de Jesus (UFVJM) Prof. Dra. Georgina Nunes Silva (UFPEL) Coordenação: Prof. Dra. Maria da Glória Moura - UNB, assessora CEB/CNE para questões quilombolas
15h30 – 16:00 Coffee Break
16h – 17 h 17h - 17h30 17h30 - 18:00 As ações Afirmativas nas Universidades Públicas Brasileiras: avanços e desafios da educação superior Prof. Dr. José Jorge de Carvalho – UNB/INCT Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa Coordenador: Conselheiro Moacir Feitosa – CEB/CNE Lançamento do Mapa das Ações Afirmativas na Educação Superior pelo INCT Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa Encerramento